Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Do Fundo do Coração

por pintolaranja, em 19.01.11

Uma pikena abordagem ao cozinhar do dito, vinda de quem não aprecia vísceras salvo honrosas excepções.

 

Uns bifinhos de coração de boi não muito grossos e bem cortadinhos.

Salpicar com uma pitada de sal e alho picado, borrifar com pimenta preta acabada de moer. Entretanto, numa frigideira, 1 fio de azeite só para não dizer que não escorrega, nada de cobrir o fundo. Toca a aquecer, com 2 ou 3 malaguetas secas lá dentro.

 

Uma vez que esteja tudo quentinho, enviar os bifinhos lá para dentro com muito amor e carinho, deitando por cima os restitos de tempero que tenham ficado no recipiente.

 

Para não escapar nada, no dito recipiente podem fazer-se 2 experiências: um pequeno golo de cerveja para limpar o resto do tempero e despejar por cima dos corações que vão cozinhando... ou ... vinho branco... ou ainda... vinagre (esta para mim é a opção menos interessante).

 

Posto isto, lume baixo e deixar cozinhar até estar no ponto desejado. Pessoalmente prefiro um bocadinho mais para o bem passado.

 

Enquanto se faz tudo isto, que tal trabalhar no acompanhamento?

 

Sugiro um arroz bem soltinho cozinhado só com água e pouco sal.

 

Para dar cor, uma saladinha de tomate bem polvilhada com orégão. Junta-se-lhe um tempero feito com cebola e alho picado, um pouco de sal, azeite (extra virgem, sempre) e vinagre. Se gostarem ou tiverem vontade de experimentar, além do orégão juntem tomilho, ou então substituam mesmo o orégão por tomilho, também é interessante.

 

A bebida?

Deixo ao vosso critério ;)

 

A sobremesa passou por um belíssimo descafeinado que infelizmente me esqueci de mexer com um pau de canela... :D

Autoria e outros dados (tags, etc)

Frooz

por pintolaranja, em 18.01.11

Hoje foi inventado o Frooz.

Na verdade ontem, mas hoje surgiu o nome.

 

Tive de me deslocar para fazer umas análises ao sangue, pelo que tinha de ir em jejum, claro está. Pedi a uma amiga que me levasse, sendo que depois das análises feitas fomos tomar o pequeno almoço perto.

 

Ela bebeu um sumo de fruta e mais tarde quando saímos do trabalho e a desafiei para irmos lanchar, pediu-me que lhe fizesse um daqueles sumos porque já no dia anterior estava com um desejo algo insatisfeito (espero que não venha aí uma criatura com cara de sumo de fruta!).

 

Ok, aceitei o desafio.

O sumo em si não tinha nada de extraordinário, era apenas um sumo de laranja e banana.

Então, em casa, nada como atirar com os ingredientes todos pra dentro do copo da varinha mágica e rodar a varinha como se não houvesse amanhã...

 

1 banana, 4 laranjas (nacionais compradinhas na praça ou na mercearia) e... 1 maçã (rijinha, não "farinhenta"), tudo acabadinho de tirar do frigorífico. Um quicho de água (estamos a falar praí de meia chávena de chá) e 0% de açúcar adicionado.

 

Ah, pronto, as laranjas foram espremidas primeiro, portanto para a misturadora foi o sumo e a polpa, não as laranjas inteiras :P

Et voilá!

 

2 copos de um sumo delicioso. Terá sido poder da sugestão? Será que o sucesso é da ocasião?

Só sei dizer que nos soube muito bem

 

A foto não está grande coisa, infelizmente... saiu  branca graças ao flash do telemóvel hehe

 

Vai um Frooz?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Porquê "A La" Sooz?

por pintolaranja, em 18.01.11

Na verdade é simples: O meu nome é Susana e aqui falarei e mostrarei resultados visuais da culinária feita "à minha maneira" :)

 

Não costumo seguir uma receita na verdadeira definição da coisa.

Pego na ideia, nos ingredientes que leva, vejo mais ou menos a ordem e as doses e... decido! Se ponho tudo ou não, se faço pela mesma sequência e que mais hei-de misturar para dar o meu toque pessoal.

 

Pode ser a coisa mais banal de sempre, mas aquilo que acho que é o meu toque algo que define aquele prato como sendo algo cozinhado por mim da forma que mais gosto... tem de lá estar.

 

É isso que me proponho partilhar, com base em refeições tão banais como as que preenchem o meu próprio dia a dia, espero que seja tão saboroso para vocês como costuma ser para mim e para os que me rodeiam!

 

Gosto de comentários e críticas construtivas, afinal de contas também me ajudam a manter a boa fama perante amigos e família, para que cada vez mais se deliciem com o que faço, portanto... venham elas 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Translate the goodness



Calendário

Janeiro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Cozinhados Antigos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D






subscrever feeds