Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ontem deparei-me com um dilema. É gravíssimo ter um dilema sobre comida, não comecem já a rir.

Deparei-me com o facto de ter 2 postas de maruca no frigorífico que andei a adiar para comer nos últimos 2 dias. Calma, o meu frigorífico é MUITO BOM. Estavam lindas e perfeitas dentro da bela caixa conservadora embora sem conservantes.

Tinha umas folhas de couve que por fora ostentavam umas não tão deliciosas abas amarelas.

 

E, no fim, a mesma preguiça para comer peixe cozido. Era suposto ter feito peixinho cozido com couve, batatinha e talvez um ovito, mas que raio, estava a soar-me demasiado monótono!!!

 

Ora bem, fiz-me à aventura. Um desafio é um desafio e uma gaja tem de aceitá-lo.

 

Não deixei de meter o peixe a cozer com o ovo também lá para dentro e tudo temperado com sal.

 

Agarrei num bocado de cebola (sim, também tinha meia cebola do dia anterior) e toca de picá-la. Espeta com ela na frigideira, um pinguito de azeite (já sabem que é extra virgem), uma dose de tomilho, uma folha de louro pequenina partida ao meio... já disse que também me sobrou um dente de alho que não usei no pseudo-esparregado de ontem? Toca de esmagar o alho e espicaçar mais a coisa e enfiar na mesma mistura. Depois... bem, depois tive de lá meter um pouco de paprika. O vermelho fez-me lembrar o quanto um picantinho é indispensável, mas não usei malagueta! Aha! Super-inovação? Nada disso, com o peixe combina muito bem uma pimenta de caena. Lá meti a minha dose.

 

Toca de refogar isto tudo, mas faltava-me qualquer coisa... quando estava já tudo lourinho descobri que também tinha no frigorífico um restinho de vinho branco para culinária... MAS SERÁ QUE É DIA DOS RESTOS?

 

Seja, vai ficar uma delícia! 

 

Juntei meia lata de tomate pelado tudo muito bem esborrachadinho para dentro do refogado. Quando achei que estava no ponto revi os temperos e enfiei lá para dentro a couve pseudo-picada (sem abas amarelas) e deixei a cozinhar em lume brando.

 

Assim que o peixe e o ovo ficaram cozidos aproveitei para ir tirando as espinhas e desfiando o peixe, descascar ovo, coisa e tal. Pelo meio tive de manter o meu gato afastado da bancada da cozinha, acho que ele não se importaria de comer o peixe crú, quanto mais cozido e sem grandes adereços...

 

Para facilitar a mistura, agarrei numa concha da água de cozer o peixe e enfiei com ela na frigideira. Misturei tudo muito bem após ter colocado o peixe também lá dentro e depois peguei em todo o conteúdo e juntei ao resto da água de cozer o peixe que estava ainda dentro do tacho. Sopa que é sopa precisa de mais caldo!

 

Piquei o ovo em cubos e pimba, tudo lá pra dentro.

 

O resultado?

 

Uma sopa espectacular, foi um dos melhores jantares da semana, embora esquisito para muitos de vós.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Imagem de perfil

De Sara a 05.03.2011 às 12:14

Parabéns pelo Destaque! :)
Imagem de perfil

De pintolaranja a 05.03.2011 às 14:26

Muito obrigada!

Comentar post



Translate the goodness



Calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Cozinhados Antigos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D