Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais uma forma de cozinhar bacalhau

por pintolaranja, em 11.08.14

Assim passam a existir 1002 {#emotions_dlg.happy}

 

Uma caminha de alho e cebola, um fio de azeite e quando tudo alourou juntar um pouco de sal, pimenta branca, uma ou 2 rodelas de chili e um pouco de vinho branco. Uma vez que o álcool tenha evaporado, colocar por cima da mistura as postas de bacalhau fresco.

Tapar e deixar o bacalhau a estufar.

 

O feijão verde foi cozido ao vapor e o arroz é um simples arroz branco.

Por cima, sementes de sésamo torradas.

 

NJoy!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

É arroz, tem bacalhau e muita cor

por pintolaranja, em 03.06.13

O arroz de bacalhau à moda da minha mãe leva tomate. À moda da minha avó não leva tomate, mas também não fica tão solto.

Resolvi misturar ideias dos dois.

 

Levei o bacalhau a uma fervura e depois guardei a água e desfiei o bacalhau para um prato retirando as espinhas e peles supérfluas o mais cuidadosamente possível.

Depois fiz um refogado com alho, azeite, louro e um pouco de cebola. Juntei duas mãos de arroz que já tinha lavado para retirar pelo menos parte da goma e depois de o saltear um pouco no refogado toca de juntar água do bacalhau que dá mais sabor. O dobro da água face à quantidade de arroz, mais coisa menos coisa.

Quando o arroz ficou meio cozido juntei o bacalhau e cubos de pimento de cores variadas para alegrar a vista.

 

Pronto, quando o arroz está quase "al dente" é só apagar o lume e deixar repousar até acabar de cozinhar.

 

Ah, o arroz português faz TODA a diferença.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bom apetite Sr. Brás

por pintolaranja, em 08.04.13

Bacalhau à Brás é mais uma coisa que penso nunca ter cozinhado antes.

Comi muitas vezes, mas regra geral era feito por outra pessoa.

 

Valeu a pena tentar, apesar de a batata palha que encontrei ter paprika. Só reparei depois de ter chegado a casa.

Mas bem, ficou bom e isso é que interessa. A paprika acabou por dar mais cor.

 

Muito simples, rápido e saboroso. É só dar uma escaldadela no bacalhau, desfiar e juntá-lo a um refogado feito de cebola, azeite, sal e um pouco de louro. Também podem juntar uma pimentinha branca ou preta que cai muito bem.

Depois de tudo envolvido, juntem-lhe a batata palha e continuem a envolver bem a mistura.

Finalmente, envolver tudo em ovos batidos com salsa picada e um dente de alho picadinho (eu coloquei 4 ovos para uma posta de bacalhau bem anafada). 

 

Sempre em lume brando.

Decorar com azeitona preta.

 

Uma delícia!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nunca os tinha cozinhado. Raramente os como, por serem fritos.

Esta foi uma dessas raras ocasiões.

 

Cozer bacalhau, cozer batatas.

Desfazer bacalhau já sem espinhas usando um pano da loiça (limpo, obviamente).

Desfazer as batatas em puré (eu usei o pano do bacalhau, até porque onde estou não tenho passevite).

Misturar com os ovos batidos, envolver bem a coisa (atenção à quantidade para os pastéis não ficarem muito moles).

Saltear um pouco de cebola picada, alho picado em azeite e misturar ao resto.

Fazer o mesmo com a salsa.

 

E pronto, depois é usar duas colheres de sopa para moldar os pastéis e tratar de os fritar e escorrer muito bem.

 

Uma delícia!

 

 

NJoy

Autoria e outros dados (tags, etc)

Nada se perde, tudo se transforma

por pintolaranja, em 21.01.13

Estamos em altura de crise e mesmo que não estivéssemos eu acho que é crime deitar comida fora.

 

Assim sendo, com o bacalhau, couve e batatas que sobram, nada como cozinhar a bela da "roupa velha".

Um fio de azeite na frigideira, umas rodelinhas de alho, um pouco de pimenta, deixar aquecer um pouco e enfiar lá para dentro estas sobras todas feitas em pedaços.

 

Mexer bem a coisa e quando está tudo quentinho... comer!

 

 

NJoy!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bacalhau? Cheio!

por pintolaranja, em 23.04.12

Como qualquer tuga que se preze, adoro bacalhau. 

E acho que até hoje não houve uma única forma de o cozinhar que me desagradasse. Ele é caldeirada, assado, cozido, à brás, em pastéis, à espanhola... tudo!

 

Por falar em bacalhau à espanhola, esta é a minha versão:

  1. Cama de batata
  2. Seguida de cama de cebola
  3. Bacalhau deitado na cama
  4. Coberta de pimento
  5. Coberta de cebola
  6. Coberta de tomate (é verdade, muita coberta para o bacalhau ficar quentinho... há que misturar os sumos destas coisas todas)
Regar com sal, vinho branco, azeite, pimenta e... acho que está tudo.
No final das contas, ao invés de o deixar cozinhar num panelão optei por levar ao forno. Só meti foi uma coberta a mais... a última coberta de batata na verdade devia fazer parte da cama, porque a batata em cima não cozinha muito bem.
De resto, é bem bom!
NJoy

Autoria e outros dados (tags, etc)

Bacalhau com Broa

por pintolaranja, em 21.07.11

Tinha de experimentar, adoro este prato!

 

Não me saiu bem como pretendia porque o bacalhau ainda tinha sal em excesso e acabei por ficar com broa a mais, mas ainda assim recomenda-se.

 

Um pouco de pimenta e uns alhos esmagados  no fundo do pyrex e por cima do bacalhau, rega-se tudo com azeite e depois rodeia-se o dito com umas batatinhas pré-entaladas em água fervente.

 

Tritura-se a broa com um pouco de sal, alho e (no meu caso) coentro e um pouquito de pimenta branca também.

 

Depois é só depositar a broa por cima do bacalhau e decorar com umas tiras de pimento vermelho.

 

Há quem prefira acompanhar com batata em puré e uns espinafres, por exemplo. Basicamente acho que depende do gosto individual e vontade do momento.

 

Bom apetite!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Por Morrer um Bacalhau não acaba a Primavera

por pintolaranja, em 21.03.11

O tempo está a mudar, entrámos numa nova estação.

Agora começa tudo a preparar-se para o Verão enquanto goza os prazeres dos primeiros raios de sol do ano. As banhocas ganhas no inverno que são extremamente úteis na conservação da temperatura corporal começam agora a ser incomodativas e a estragar os prospectos de férias com a pele ao léu a muita gente 

 

No entanto, o tempo convida a petiscadas. Vamos fazer uma petiscada light, nesse caso. Uma bela salada de ovas de bacalhau!

 

Ainda na onda de que um tuga não vive sem este peixinho tão saboroso, aproveitem para comprar umas ovas de bacalhau assim bem laranjinhas. É só cozer com água e sal q.b. e deixar arrefecer (fora da água).

Depois, cortem-nas aos pedaços, temperem com cebola picada, alho picado, azeite e vinagre a gosto. Deixem apurar o tempero (de preferência no frigorífico para ficarem bem fresquinhas) e depois é só servir e desfrutar. Uma delícia!

 

E se engordarem... a culpa não é do bacalhau! A primavera continua e as tentativas de embelezar até ao verão também 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O que seria de um tuga sem o bacalhau?

por pintolaranja, em 18.03.11

Uma pessoa triste, é o que é! Onde já se viu? Tuga que é tuga tem de comer bacalhau de todas as maneiras e feitios!

 

Recentemente descobri os prazeres da caldeirada. Ok, já conhecia, mas não por ser eu a cozinhar 

Foi algures pelo final de 2010. E de lá para cá já experimentei várias vezes e com peixes diferentes. Uma das que gosto mais é a caldeirada de bacalhau, que vos trago hoje para uma sugestão de sexta feira em beleza.

 

É muito simples e não tão demorada quanto isso para cozinhar, ora vejam:

  • Cortar cebolas em meias luas (eu prefiro fininhas)
  • Cortar umas tiras de pimento vermelho e outras tantas de pimento verde
  • Esmagar uns dentes de alho
  • Um pouco de malagueta verde e um pouco de malagueta vermelha
  • Sal (atenção que o bacalhau também terá algum, convém não abusar)
  • Azeite
  • Tomate maduro cortado em pedaços
  • Um cálice de vinho branco
  • Louro
  • ... acho que está tudo!

Espetam com estes ingredientes num tacho e com o lume assim médio, tapam o dito tacho e deixam suar durante uns 5 minutos. Tentem ir desfazendo o tomate à medida que cozinha.

 

Depois, juntem o bacalhau (dizem que deve ter a pele virada para cima, sinceramente não sei porquê) e as batatas cortadas às rodelas. Apurem mais um pouco e só depois se junta água para cozinhar o resto. A quantidade depende de o quanto gostam de molho na caldeirada, basicamente.

 

E pronto, quando as batatas estiverem quase cozidas... apaguem o lume, deixem apurar tudo durante uns 10 minutos e a seguir sirvam.

 

Boa paparoca!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mas Que Grande Açorda!

por pintolaranja, em 01.03.11

Em dias de menos imaginação ou vontade de cozinhar, algo mais orientado para o caldo quentinho vai sempre bem.

 

Meta-se uma posta de bacalhau a nadar dentro de um tacho.

 

Entretanto, picar uns coentros e um dente de alho, tudo misturado com uma pitada de sal (pouco porque o bacalhau já deve ter algum) e um pouco de azeite (extra virgem, claro está). Para saber se ficou boa a mistela, agarrem num pedaço de pão, molhem-no lá dentro e comam! É da praxe, sem isto não há açorda de bacalhau :D

 

Quando o bacalhau está praticamente cozido, podem abrir um ovo lá para o meio da água fervente. Escalfado é uma boa opção, apesar de não ter sido a que escolhi desta vez.

 

E pronto, no final coloca-se tudo numa taça, pedaços de pão duro no prato e bora lá regar tudo para apreciar uma boa janta!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Translate the goodness



Calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Cozinhados Antigos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D