Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



"La Piovra" - Episode III

por pintolaranja, em 16.01.12

Mais uma ronda pelos tentáculos do polvo... :)

 

Desta vez com uma bela salada. Cozido o polvo, nada como cortá-lo em pedaços e preparar um vinagrete consistindo em: alho esmagado e picadinho, misturado com sal e azeite. Juntar o dito vinagre, coentro fresco picado... et voilá.

 

É só envolver bem o polvo com tudo isto e deixar marinar um pouco antes de comer.

 

 

NJoy!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pseudo-Bruschetta

por pintolaranja, em 25.06.11

Foi feita meio à pressa, não ficou com grande apresentação, mas sabia muito bem!

 

Pão barrado com alho, um pouco de azeite com tomilho, uma mistura de tomate seco com alho e um pouco de sal, coberto de tomate cereja cortado aos pedaços e finalmente salpicado com mais uma mistura de ervas aromáticas :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Iguarias da Avó

por pintolaranja, em 21.06.11

Uma das minhas avós gostava de comer muita coisa que lhe fazia mal. Adorava petiscos, ainda assim ultrapassou largamente a casa dos 80, era rija.

 

Pimento assado era uma das coisas que ela adorava comer, não concordo que seja das que mais mal nos faz, ao contrário de alguns queijos e enchidos que para gerar tensão arterial elevada e colesterol são do melhor {#emotions_dlg.blink}

 

Esta semana resolvi adaptar o típico pimento assado na brasa e temperado à laia de salada, o que me faz lembrar a dita avó.

Antes de assar um peixe ou até mesmo uma bela carne, toca de meter o pimento em cima do braseiro e deixar assar bem, até a casca ficar toda preta. Em seguida, lava-se, tira-se tudo o que é semente, talo, casca e toca de o desfazer em tiras. Eu gosto delas finas q.b.

 

Temperar com sal, alho picado, um pouco de azeite e vinagre. Descobri que a versão que leva vinagre balsâmico é a que me sabe melhor, mas se não for desse usem vinagre de vinho branco.

 

Caso decidam assar uma mistura de pimento verde com pimento vermelho então usem um pouco mais de vinagre porque o pimento vermelho é mais doce e portanto a mistura requer um pouco mais de vinagre para balancear a coisa.

 

Também fica excelente se ao tempero adicionarem uma pitada de orégão.

 

Bom apetite!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Marisco do Povo, Parte II

por pintolaranja, em 20.06.11

Nada como complementar uma bela pratada de caracóis com... uma rica dose de caracoleta assada!

 

Tem de ser caracoleta algarvia, grande e de casca fininha. As outras são boas para cozer misturadas com uns caracóis.

 

Não tem nada que saber. É só aquecer uma chapa, deitar as caracoletas lavadas e bem saídas da casca lá para cima. Tentem deixá-las de barriga para cima, porque se sentirem o calor na chicha recolhem para dentro da casca e o objectivo é fazê-las sair.

 

Quando já estão sem se mexer (infelizmente também são de matar lentamente), podem então virá-las e deitem umas pedras de sal por cima.

 

Assim que tiverem largado a ranhoca toda, estão prontas a comer. Façam-nas acompanhar de um molho feito com manteiga, um pouco de margarina, alho esmagado umas malaguetas e sumo de meio limão.

 

E cá está mais um belo petisco tão Português!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Marisco do Povo

por pintolaranja, em 20.06.11

O que é?

Caracóis, claro está! E bem bom, iguaria que degusto em qualquer instante com muito orgulho {#emotions_dlg.happy}

 

Depois de me encher de sardinhas graças ao Sto. António e às saudades que lhes ganhei pelas terras do Tio Sam, eis que estava na altura de mudar de petisco. Ser tuga e viver em tugal é muito bom, crises à parte!

Pelo meu ponto de vista, uma boa receita de caracóis só não pode conter os seguintes elementos:

  • caldo knorr
  • cebola
  • gorduras de qualquer espécie
  • ... ranho em excesso!

E cozinhados à minha moda constam do seguinte:

Lavamos bem os bichos e deixamo-los meter os corninhos de fora mantendo-os um pouco dentro de água enquanto se prepara o panelão. Espeta-se com os caracóis dentro do tacho e tapa-se o dito, acendendo o lume no mínimo. É muito cruel, mas é assim mesmo, têm de morrer lentamente senão nem com alfinetes a gente lá chega para os comer.

Preparem uns alhos que devem ser esmagados para dar mais sabor, umas malaguetas (para variar prefiro frescas, mas desta vez não tinha, por isso usei das secas) e, a erva essencial: orégão. Graças ao amigo Pedro, usei de uma ideia fabulosa que poupa esforço daquele que obriga a catar orégãos da panela para a molhenga não ficar amarga... usei uma cápsula de chá com os orégãos lá dentro!

Então, sempre com o lume no mínimo, deixar cozinhar os caracóis. Quando levanta a fervura, toca de usar uma escumadeira para sacar a espuma branca que basicamente é ranhoca concentrada e algumas porcariazitas que ainda largam na panela. uns 3 ou 4 processos de fervura deste género devem ser suficientes para limpar tudo.

A esta altura, já estão praticamente cozinhados e portanto podemos deitar os alhos, malaguetas, cápsula para o chá de orégão e sal a gosto.

Deixem apurar pelo menos 1 horita e pronto, toca a comer!

(já agora, não meti estes alhos todos que aparecem na foto... é que houve outro petisco a ser cozinhado em paralelo!)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Translate the goodness



Calendário

Março 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Cozinhados Antigos

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D