Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mexe e remexe

por pintolaranja, em 27.06.16

Nada como uns vegetaizinhos "stir fry" :)

Frigideira, alho, cebola, um pouco óleo, tudo bem quente e toca de deitar os vegetais lá para dentro e cozinhar por não mais que dois minutos (senão começam a deitar água e é mais guisado ou estufado do que outra coisa).

Aqui tem couves de bruchelas, rebentos de soja, pimentos, bróculo e courgette. Depois ainda deitei ovo para ligar a coisa (ao estilo arroz chao chao).

Fica bom com coentro fresco por cima e uns pingos de sumo de lima.

NJoy!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este prato tem um ar demasiado saudável

por pintolaranja, em 18.04.16

Porque efectivamente o é.

Mas não invalida que seja saboroso!

 

Muito simples de fazer.

Pega-se num bom naco de carne de vaca (este tinha 900g e qqr coisa) que se enrola com fio de cozinha para que possa cozinhar uniformemente. Tempera-se com sal e pimenta a gosto, envolve-se em papel de alumínio e coloca-se num tabuleiro que vai ao forno a cerca de 175º durante cerca de 40 minutos. Se usarem um termómetro de cozinha, quando o espetarem na carne e estiver a cerca de 58 - 60º está média. Abaixo disso é mal passada, acima é bem passada (mais coisa menos coisa).

Passado este tempo deixei mais uns minutos com o grill ligado e o papel de alumínio aberto só para tostar um bocadinho a parte de cima da carne.

 

Quanto aos vegetais, é simples. Cortam-se vegetais em pedaços mais ou menos do mesmo tamanho e com o mesmo tipo de consistência (todos rijos, por exemplo) e deitam-se num tabuleiro forrado a papel vegetal.

Rega-se com óleo, deita-se sal e pimenta a gosto e leva-se ao forno.

Aproveita-se bem o calor que já está a ser utilizado pela carne, mas idealmente se são vegetais rijinhos como estes (couves de bruxelas, couve flor, bróculo), deviam ir ao forno aquecido a 200º durante uns 10 minutos. O alho francês é mais mole mas ficou bom aqui porque acabou por dar aroma aos outros vegetais também.

E pronto, o belo do rosbife!

NJoy!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Muitas vezes meto-me em assados...

por pintolaranja, em 15.02.16

E regra geral, não que me queira gabar, ficam bons!

Deixei a pernita de borrego a marinar em alho e sal, depois enfiei com ela no forno numa cama de cebola e regando com um pouco de azeite.

Quando já estava praticamente cozinhada aproveitei a "molhenga" e espetei com os vegetais lá para dentro e toca de aguardar até estar tudo no ponto.

 Njoy!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Podia ser jardineira...

por pintolaranja, em 08.06.15

Mas não é.

Para começar, porque não foi feita com carne de vitela :)

E depois porque tem legumes que normalmente não entram na jardineira.

Começa-se por refogar cebola às tiras e azeite picado num pouco de azeite com uma folha de louro e um pouco de paprika. Quando está tudo bem alourado, junta-se as cenouras e o tomate (outra coisa que salvo erro a jardineira não leva) e tempera-se de sal. Podem pôr pimenta ou outro tipo de picante da vossa preferência.

Adicionar a carne, tapar o tacho e deixar misturar sucos e sabores durante uns 4 ou 5 minutos em lume brando.

Juntar então um pouco de água, apenas o suficiente para cobrir a carne e quando levantar fervura, baixar o lume. Deixem a borbulhar e cozinhar lentamente até a carne estar cozinhada e macia.

Nesta altura, deitar a courgette e os bróculos e quando estes vegetais estiverem meio cozinhados, adicionem então os cogumelos.

 

Fica um guisadinho bem bom!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sim, isto é um pequeno almoço

por pintolaranja, em 04.05.15

E do melhor que há!

Não precisam de fritar/estrelar ovos, basta escalfá-los e no fim temperar com pimenta preta e um pouco de sal fino.

Acompanhou com rabanetes, palitos de cenoura e um pouco de hummus de abacate feito em casa.

Sabe bem, alimenta, enche, tem pouquíssimas calorias... um bom investimento na refeição mais importante do dia!

 

NJoy!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

E viva a grelha

por pintolaranja, em 06.04.15

Não tem nada que saber, grelhados são saudáveis, quanto mais não seja porque não é preciso adicionar gordura à comida durante o processo de "cozedura".

O problema é que nós tugas estamos muito habituados a grelhar carne e peixe mas raramente nos lembramos de que tanto a fruta como os vegetais também podem ser cozinhados desta forma. Ah pois!

 

Então, na onda da comida saudável, aqui fica uma comida normalíssima mas com uma grande novidade: alho francês grelhado. Adorei!

Basta cortar às tirinhas e meter em cima da chapa quente.

As rodelas são courgette.

Salmão grelhado ao centro e por cima umas gotas de sumo de limão. Podem colocar um fio de azeite nos vegetais se quiserem, mas como o salmão é muito gordo eu achei desnecessário.

NJoy!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Alcachofra sim, mas não de Laon

por pintolaranja, em 30.03.15

Já tinha provado alcachofras em conserva, muito francamente não gosto.

Há tempos vi um vídeo numa app que comprei que explicava como preparar alcachofras frescas e vai daí que resolvi experimentar.

Aproveitei e preparei um vinaigrette que encontrei num livro lá por casa e toca de provar.

Agora sim, estou convencida! Vale a pena comer alcachofras 

 

Alcachofra:

  1. Cortar as pontas rijas
  2. Abrir ao meio
  3. Esfregar as partes cortadas com limão para não escurecer
  4. Depilar (não estou a gozar) o interior
  5. Mais uma esfrega com limão mesmo no miolo
  6. Colocar as duas metades com a parte cortada virada para baixo numa panela com água e sumo de meio limão
  7. Deixar cozer até se conseguir espetar bem uma faca

Vinaigrette (também serve para temperar saladas):

  1. Azeite a gosto
  2. Sal
  3. Alho picado
  4. Cebola picada
  5. Pimenta branca q.b.
  6. Vinagre a gosto

Pronto, estando a alcachofra cozida toca de desmantelar a dita e deixar arrefecer.

Servir fria com o vinaigrette (ou se preferirem deixem-no numa taça à parte e vão molhando consoante vos apeteça).

 NJoy!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mas afinal o que é o caril?

por pintolaranja, em 23.03.15

Andei em busca da melhor descrição e a mim parece-me que a versão inglesa tirada da wikipédia é a melhor. Pelo menos até agora.

Não é o molho, não é folha de uma planta, não é o pó de especiarias.

Murraya koenigii, conhecida como árvore do caril, só é conhecida dessa forma porque a folha aromática que ela dá é utilizada em muitos caris feitos pelo mundo fora.

O mesmo se passa com as misturas de especiarias trituradas em pó. São utilizadas para fazer diferentes caris, e portanto muita gente acha que caril é tudo o que leva essa mistura.

Também não acredito no que diz no site da vaqueiro, que a palavra caril foi inventada por um inglês. Adaptada, talvez. O inglês ouviu a palavra kari (oriunda do Sri Lanka) e disse-a com o seu belo sotaque criando mais um anglicismo.

E os portugueses ou adaptaram do inglês ou fizeram a mesma coisa transformando-a num portuguesismo :)

Kari efectivamente significa molho, mas em boa verdade existem caris com e sem molho.

Resumindo: caril é um conceito. E entre estas 3 coisas que acabei de dizer, o elemento comum é uma mistura forte de especiarias.

 

E pronto, pegando no conceito, aqui fica um caril de galinha com vegetais variados.

Alourei uma mistura de alho e cebola, deitei a galinha para largar sucos para a mistura, um pouco de pó de caril, mais uma pitada de sal e pimenta, um pouco de harissa, depois juntei alguma água, deixei cozinhar mais a carne e finalmente juntei os vegetais.

Cozinha sempre em lume brando.

NJoy!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Carilada vegetariana

por pintolaranja, em 28.07.14

Há séculos que andava para experimentar uma pasta de caril tailandês verde.

Foi desta!

 

Aviso já que é preciso ter cuidado com as quantidades porque aquilo é POTENTE! E quem me conhece sabe que se digo isto não estou a brincar, porque sou bastante tolerante ao picante.

Então basicamente pasta de caril, leite de côco, uma pitada de sal e um pingo de azeite. Quando a mistura está a ficar homogénea deitem lá para dentro os vegetais. Eu usei tomate cereja, milho bebé e abacate.

 

Depois de servir decorar com coentro fresco picado (que sabe lindamente com a mistura).

 

NJoy!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tortillita

por pintolaranja, em 11.06.12

A ideia para este prato surgiu de uma conversa também com @bibianacandia e @luizsoarez em Berlim.

Entretanto a @catoliv resolveu experimentar e eu como sempre resolvi adulterar.

 

Portantos, na minha versão existe:

  • Batata cortada em cubinhos e fritalgada em azeite ou óleo vegetal
  • 3 ovos (porque fiz só para 1 pessoa e mesmo assim deu pra 2 vezes)
  • cebola picada
  • alho picado
  • meia dúzia de camarões descascados
  • cogumelos frescos laminados à mão
  • pimento verde e pimento vermelho picados (um pouco de cada, obviamente que 2 pimentos é demais :P)
  • sal
  • leite ou natas (ou então a versão vegetal com "natas" de soja)
Comecei por fritar os cubos de batata.
Despejei o óleo em excesso e deixei ficar a frigideira devidamente untada.
Deitei lá para dentro os ovos batidos com um pouco de sal e um pouco de "natas" de soja.
Por cima dos ovos espalhei o resto dos ingredientes todos, tudo muito bem espalhadinho.
Quando achei que por baixo já estava cozinhada a tortilha, coloquei um prato em cima da frigideira, virei ao contrário e despejei lá para dentro outra vez.
Deixei cozinhar o outro lado e... pronto a comer!
NJoy :)

Autoria e outros dados (tags, etc)


Translate the goodness



Calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Cozinhados Antigos

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


Os mais famosos